terça-feira, 8 de junho de 2010

Poema "DOR SEM FIM"

DOR SEM FIM
..... ..... ..... .....
Presa a uma dor sem fim,
Desprotegida de tudo
De face oculta,
Solta um grito mudo
..... ..... ..... .....
Pelas gretas abstraídas,
Talvez o som transpusesse
Das cordas de cor púpura,
Resando que renascesse
..... ..... ...... .....
De medo,
Tremendo
De dor,
Gemendo
..... ..... ...... .....
Num silêncio perturbador,
Numa atmosfera sofucante
Era tão grande a dor,
Veloz e alucinante
..... ..... ..... .....
Dor profunda, quase lenta...
..... ..... ...... .....
Poema: João Sena
Pintura: João Sena

23 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Tu és uma pessoa muito incrivel João, agradeço-te no fundo meu coração, mas gostaria muito de ver o teu publicado como dizeste.

    Um grande abraço**

    ResponderEliminar
  3. Olá João,
    lindo trabalho, magnífico.
    A poesia casou-se perfeitamente com a obra.
    Lindos trabalhos, poesia e arte.
    Bjs,
    Cris

    ResponderEliminar
  4. Olá João,

    Adorei a pintura e o poema. Como diz a Cristina, casam-se na perfeição.
    Parabéns.
    Puri

    ResponderEliminar
  5. Olá João voltei ao teu blog para reler o teu poema, nele sinto que estás falando sobre ti...as tuas imagens mágníficas também o demonstram...pensa mais positivo, embora seja complicado..mas não impossível..bjs
    Duda(Eduarda)

    ResponderEliminar
  6. A violência é tão brutal que também pode ser bela. Mas só para quem nunca a sentiu. A imagem abre-nos a consciência. Parabens.
    Joaquim e Anabela

    ResponderEliminar
  7. Esta pintura só por si é muito poderosa, e a mim toca-me especialmente, e com as vossas palavras ficou ainda com mais impacto.

    ResponderEliminar
  8. Boas tardes antes de mais. João, este para mim é sem dúvida um grande trabalho teu, desde o título, á pintura em si, tudo se enquadra perfeitamente; e enquadrado com essas belas poesias ainda melhor.
    Adorava este teu trabalho numa parede de minha casa :)
    Parabens do Samuel e da Débora

    ResponderEliminar
  9. Este é único! Está perfeitíssimo...adoro este primo... Bjnhos

    ResponderEliminar
  10. bem que posso dizer... não consigo ter palavras para descrever tanta beleza... gostava de fazer um comentário global, mas não consigo, por isso escrevo aqui. LIIIIINNNDO, é mto talento junto!
    sofia

    ResponderEliminar
  11. A arte é uma expressão daquilo que o artista tem dentro de si mesmo, por isso é lindo e importante eu chamo a ARTEVIDA...mais uma vez eu agradeço pela tua ARTEVIDA,e muita luz e amor para todo o teu SER, e que tudo o que enfrentas se torne suave e alegre...Dhaivain Aj

    ResponderEliminar
  12. eu faço parte do Fazemos Alegria e ao Espaço de Luz...Eu Sou Dhaivain Aj...

    ResponderEliminar
  13. Oi João, adorei os teus trabalhos, estao de facto espectaculares...continua... es um verdadeiro ARTISTA. Abraço.

    ResponderEliminar
  14. Parabéns João espectaculo.Pode ser que um dia a gente se junte e fazemos uma brincadeira em conjunto tu com pintura e eu com fotos.

    Um abraço e continua com o bom trabalho.

    ResponderEliminar
  15. Embora tenha sido a ilustração de um poema, não necessitava de qualquer "explicação" para transmitir de imediato a sua mensagem. Está espectacular! Força e continua...

    ResponderEliminar
  16. Muito Bom!!!! As pinturas estão excelentes!! e os poemas completam-nas!! Adorei ! Obrigada
    Carla Pereira

    ResponderEliminar
  17. brutal!!!prendi-me na imagem...e já diz tudo...e é tão forte...pra mim um momento tão intimo de homem pra deus...que nem sempre cabe nas palavras...mass mesmo assim,sente-se a necesidade de por cá pra fora o que a alma não suporta lá dentro...e isso tambem tem de ser feito..até ficar-mos em silencio contemplando...
    parabens!

    ResponderEliminar
  18. Eatá brutal João. Os meus parabéns, trabalhos lindos de se apreciar, adorei tambem a ligação das pinturas com os poemas. Muitos Parabéns *

    ResponderEliminar
  19. Fiquei surpreendida pela positiva,jamais pensei que terias tanto talento,está fantástico, simplesmente demais.Força, continua pois tens muito jeito para escrever,se este foi o teu 1º poema e que será daqui para a frente.As pinturas nem à palavras.Gostei imenso de saber de ti, ainda por cima tão....beijocas.Débora Silva

    ResponderEliminar
  20. Uma junção brilhante. A pintura só por si já diz tudo, muita dor, muito desespero amarrados e sufocados em silêncio pelas cordas da vida. Um pedido aos céus por uma luz de esperança que não chega... o poema... o acabamento perfeito da obra, mais um grito de ajuda para ajudar a desprender essa dor presa na pintura. Está perfeito!!!!!!

    ResponderEliminar